Não é necessário acompanhar muito de perto as notícias sobre o mercado financeiro para receber informações sobre o sobe e desce da taxa SELIC — indicador que serve de parâmetro para os juros básicos da economia nacional.

No entanto, muitas pessoas ficam de olho nesse indicador por causa da sua influência sobre diversas aplicações financeiras. Por isso, neste post vamos explicar como a taxa SELIC afeta os investimentos. Ficou interessado no assunto? Boa leitura!

O que é a taxa SELIC e como ela é definida?

Como já mencionamos, a SELIC é a taxa básica de juros da economia brasileira, e serve como referência para operações de crédito e investimentos. O que pouca gente sabe é que SELIC é a sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

A taxa gerada nesse sistema é chamada de taxa SELIC e, de forma resumida, reflete as taxas de juros cobradas nas negociações de títulos públicos entre bancos, que fazem isso por meio de empréstimos de curtíssimos prazos.

Contudo, não é essa a taxa SELIC noticiada nos jornais. Esse número é chamado de SELIC Meta, taxa de referência definida pelo Banco Central nas reuniões do COPOM (Comitê de Política Monetária), que acontecem a cada 45 dias. A taxa SELIC Meta é o principal instrumento de política monetária do Banco Central. Na prática, ela é utilizada para controlar a inflação ou tentar incentivar a atividade econômica.

É bem simples entender como essa dinâmica funciona: em cenários de inflação alta, o Banco Central tende a elevar a SELIC. Isso torna o custo do dinheiro mais caro e desincentiva o consumo, fazendo com que a alta dos preços seja domada. No sentido oposto, em situações em que a inflação está sob controle, há espaço para a redução dos juros, o que fomenta o consumo das famílias e os investimentos das empresas.

Como a taxa SELIC afeta os investimentos?

Ao final de 2019, a taxa SELIC estava em 4,5%, o menor patamar já registrado desde o início da série histórica, em 1986. Essa forte tendência de baixa chama a atenção dos investidores, que podem ficar com dúvidas sobre quais os impactos disso sobre suas aplicações. Por isso, veja alguns dos reflexos das taxas de juros.

Em momentos de baixa

A taxa SELIC impacta, principalmente, os investimentos de renda fixa. Com isso, aplicações bastante populares, como a caderneta de poupança, títulos do Tesouro Direto atrelado aos juros e aplicações com rendimento baseado no CDI, tendem a ter rentabilidade menor. O CDI é outro índice do mercado muito utilizado em aplicações financeiras e que costuma acompanhar de perto as oscilações da taxa SELIC.

Em momentos de alta

No sentido oposto, a elevação da taxa SELIC pode representar bons rendimentos para os investidores de títulos atrelados à renda fixa. Porém, é sempre necessário considerar a inflação, que se estiver muito alta poderá comprometer os ganhos obtidos.

Em investimentos prefixados

Os investimentos prefixados estabelecem qual será o rendimento no momento em que a aplicação é feita. Isso torna menor o impacto das variações da SELIC. De todo modo, com uma tendência acentuada de queda, é normal que os emissores dos papéis se antecipem a isso e passem a oferecer rendimentos menores para novas aplicações.

Em investimentos pós-fixados

Já os investimentos pós-fixados são mais sensíveis às variações da SELIC, que também atingem o CDI. A queda da taxa muda o rendimento a ser pago, podendo melhorar ou prejudicar a rentabilidade. De toda forma, os ganhos já obtidos com as taxas antigas não sofrem qualquer alteração.

Entender como a taxa SELIC afeta os investimentos e acompanhar de perto suas oscilações é essencial para o investidor que deseja fazer as melhores escolhas na hora de aplicar seu dinheiro. Deixar essa informação de lado pode significar perder boas oportunidades.

Nesse cenário de taxa Selic baixa, a MOVA entra como uma ótima opção para diversificar os ativos e oferecer retornos mais atrativos que os investimentos tradicionais.

Quer aprender mais sobre investimentos? Então, que tal assinar nossa newsletter agora mesmo? Não perca mais tempo!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *